HISTÓRIA DO CAMINHO DO REI

 

 

El Camiño de Rey, é uma passagem estreita ou caminho exterior pelos  rochedos de El Chorro, no norte de Málaga – Espanha, que foi construido em 1901 pelos trabalhadores duma Barragem para abastecer o local de mantimentos e tornar mais curto o acesso à mesma. O caminho levou 4 anos a ser construido e encontra-se hoje em estado muito degradado, sendo perigoso para quem visita o local onde, de resto, já morreram várias pessoas aventureiras que cairam pelo desfiladeiro duma altura de 200 metros acima do rio.

A “via ferrata”, assim também conhecida pela sua armação em ferro que não tem mais de 1 metro de largura (3 pés) fixada nos rochedos, ficou sendo conhecida pelo “Caminho do Rei” porque o Rei Afonso XIII passou por aquela estrutura para inaugurar a barragem Conde Del Guadalhorce concluida no ano de 1921.

Só grandes aventureiros se arriscam hoje a percorrer aquele estreito caminho, cuja única segurança são alguns  cabos de alpinismo colocados ao longo das paredes rochosas onde é obrigatório usar cintos de segurança  e prender os ganchos aos mesmos cabos. Mesmo assim cada um fica por sua própria conta e risco, pois é muito perigoso.

Isto porque a estreita passagem esteve muitos anos sem manutenção e está num estado muito deteriorado, havendo mesmo partes de betão que se soltaram, ficando grandes  buracos ou mesmo falta de vários metros de piso, com o ferro à vista, por onde alguns caminham como equilibristas que não se salvariam duma queda aparatosa. Aliás, depois de terem morrido ali algumas pessoas no ano de 1999 e 2000, o governo  resolveu fechar as entradas de acesso ao local, mas alguns aventureiros continuam a arriscar-se naquele caminho que só os corajosos conseguem explorar.

 

 

Por fim, parece que existe um plano de recuperação do “Caminho do Rei”, por parte do governo regional de Andaluzia que no ano de 2006 estimava em 7 milhões de euros o custo total das obras necessárias que decerto valerão a pena realizar, pois milhares de pessoas  desejarão talvez visitar um lugar interessante que tem vindo a ser muito conhecido e divulgado na Internet.

Rui Palmela